Proteção para toda a família

Segundo dados da Universidade de Oxford, apenas 19% dos brasileiros possuem Seguro de Vida. Demanda cresce nos últimos anos.

O Brasil é o país com menor taxa de pessoas com seguros de vida. Apenas 19% da população está as-segurada. O levantamento foi feito pela Universidade de Oxford, em 11 países. Mesmo com a baixa pro-ura por esse serviço no país, no ano passado, o mercado de seguros movimentou R$ 239,3 bilhões, expandindo 9,2%, se com-parado com 2015. Os dados são da Superintendência de Seguros Privados (Susep). Conforme a gerente da Poolseg Corretora de Seguros, de Teutônia, Cristina Wahlbrink, é comum as pessoas contratarem um seguro para proteger seus bens materiais. “Estes são considerados valiosos e queremos ter todo cuidado para não correr riscos. No entanto, esquecemos de assegurar nossas famílias e a nossa vida”, observa. Segundo Cristina, além das coberturas de morte e invalidez, há possibilidade de estar assegurado para auxiliar no tratamento de doenças graves. “Dá um respaldo financeiro e reduz o impacto no padrão de vida das pessoas que dependem financeiramente de você por um período”, explica. Na avaliação de Cristina, uma cobertura básica precisa incluir, no mínimo, indenização por morte natural, acidental, por invalidez permanente em caso de acidente e cobertura por doença grave. Nos dois últimos casos, o próprio segurado recebe a indenização.

Aumento nas vendas

Cristina destaca a maior demanda pelo seguro de vida nos últimos anos. Entre os motivos, ressalta a segurança proporcionada ao segurado e aos seus dependentes em caso de morte. Em situações de emergência, onde será preciso uma ajuda financeira, o seguro proporcionará o auxílio necessário para o titular ou seus beneficiários. O valor da indenização depende das coberturas incluídas na apólice. É isento de imposto de renda e, em caso de morte, é feito independentemente do inventário ou da partilha de bens .

O seguro de vida garante aos familiares um respaldo financeiro para solucionar possíveis emergências na sua falta.”
Cristina Wahlbrink, gerente

Além das coberturas de morte e invalidez, o seguro de vida auxilia no tratamento de doenças graves, como o cãncer
entre os herdeiros, que podem demorar. “Se você tem filhos, um cônjuge ou dependentes, um seguro de vida é a melhor forma de evitar que eles passem por dificuldades caso você não esteja mais aqui para apoiá-los”, afirma. Para definir o valor a ser pago pela seguradora, o ideal é calcular todos os gastos para manter as pessoas que dependem financeiramente por mês de quem contrata o seguro. Estimar por quanto tempo a família precisaria desse dinheiro para se manter sem ele, até se reestruturar. É possível, por exemplo, pagar a educação dos filhos até o fim da faculdade. “Se não tem tanto recurso assim para bancar um seguro com uma indenização tão alta, invista em um produto que pague, pelo menos, um ano de despesas”, finaliza.

Leia com atenção

Doenças graves: pagamento de uma indenização ao próprio segurado caso seja diagnosticada uma doença grave pré-definida em contrato. Essa indenização independe da cobertura de morte. Mesmo que ocorra a morte em função de uma doença grave coberta, os beneficiários receberão o valor integral da garantia de morte. Invalidez permanente total ou parcial por acidente: você receberá em vida o capital segurado contratado no caso de uma invalidez total ou parcial por acidente.

Despesas médicas, hospitalares e odontológicas (DMHO): cobertura válida em caso de acidentes pessoais, desde que contratada a cobertura de morte acidental. Morte com pagamento antecipado por invalidez funcional total e permanente por doença: sua família recebe o capital segurado contratado no caso de falecimento, e em caso de invalidez funcional permanente total por doença, garante que você receba o capital segurado.

Importante

Ao preencher a Declaração Pessoal de Saúde com as informações sobre a sua condição de saúde, seja o mais sincero possível, mesmo que corra o risco do seu seguro ficar mais caro. Em caso de má-fé, a seguradora pode recusar o pagamento da indenização.

Para saber mais sobre seguros, acesse www.poolseg.com.br ou fale conosco pelo telefone: (51) 3762-7233

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *